Seção de Educação Especial se reinventou nesse período de pandemia

Seção de Educação Especial se reinventou nesse período de pandemia

Composta por 38 profissionais especializados em diversas áreas para auxiliar na promoção da educação inclusiva no município, a equipe Multidisciplinar da Secretaria Municipal de Educação de Ubatuba se reinventou nesse período de pandemia.

Inovando as propostas de acompanhamento, suporte e ações de maneira online, os profissionais têm levado seu conhecimento aos professores, pais, alunos e ainda dando suporte aos coordenadores pedagógicos. O trabalho de toda equipe está se dando em home office com a realização de encontros quinzenais para alinhamento de ideias, discussões sobre as funções de cada um, além de espaço para a prática do autocuidado para as questões profissionais, momento ricos de escuta, aplicando a competência socioemocional.

Além de conversas online, realizam encontros formativos com os professores em HTPCs, e nas reuniões de Salas de Recursos, este é o caso das Psicopedagogas Cacilda Costa, Flávia Varallo e Michele Dias, da Fonoaudióloga Graziela Alves e dos Psicólogos Renata Perez, Tiago Rovai, Thalita Faria e Ana Eulália, que levaram temas relevantes tais como: *Autismo, como lidar com as crianças em atividades remotas; *Como adaptar atividades escolares para crianças com deficiência intelectual; *Como estimular a fala de crianças com problemas de comunicação, em atividades de rotina familiar; *Saúde Mental na Pandemia; por plataformas de comunicação remota, por exemplo.

Além disso, também a produção de vídeos informativos para pais, alunos, professores que tem sido de grande utilidade, conforme devolutiva dos que têm assistido.  Outro facilitador dos encontros para orientações é o WhatsApp. Pelo aplicativo, já formam contatados pela equipe mais de 170 famílias para suporte psicológico, além de professores e coordenadores.

Os professores do PIC – Programa de Integração da Coletividade, preparam semanalmente atividades adaptadas para as crianças com deficiência, onde de maneira lúdica estimulam o movimento corpóreo. As atividades chegam aos alunos por meio de vídeos disponibilizados na plataforma da Secretaria Municipal de Educação.

Os Intérpretes Educacionais de Libras acompanham os alunos com deficiência auditiva através de vídeo-encontros pelo WhatsApp, auxiliando-os na compreensão dos conteúdos disponibilizados pelos professores em aulas remotas e adaptando as devolutivas e feedbacks.

Já os professores de salas de recursos têm acompanhado seus alunos também nos grupos das Unidades Escolares, além de oferecer suporte aos professores das salas regulares nas adaptações curriculares.