“Mergulho no Pirão” terá 42 apresentações na Rede Municipal de Ensino

“Mergulho no Pirão” terá 42 apresentações na Rede Municipal de Ensino

Nos meses de março e abril, escolas da Rede Municipal de Ubatuba recebem o projeto “Mergulho no Pirão”. Este ano, cada apresentação terá um número menor de espectadores, o que vai permitir que o conteúdo tenha um olhar mais aprofundado – viabilizando mais interatividade com os alunos, intensificando a troca.

Este já é o quinto ano do projeto, que conta a evolução da alimentação caiçara e foi criado por Heyttor Barsalini, juntamente com a pedagoga Isamara Gouvêa. A ideia surgiu a partir de uma pesquisa de campo que culminou em um livro, que aborda a história da alimentação nas terras de Iperoig.

A obra, que deve ser publicada em breve, conta a história do desenvolvimento de Ubatuba pela alimentação, citando aspectos políticos, sociais, topográficos dentre outros, diretamente ligado com o fator de obtenção dos alimentos.

“A palestra foi adaptada para 45 minutos, que é o tempo de uma aula, mas sem perder o conteúdo. Além disso, no dia da apresentação, nós sugerimos que a refeição da alimentação escolar seja o próprio peixe com banana, para criar uma proximidade com o que foi compartilhado”, explicou Barsalini.

A primeira delas será no dia 16 de março, nas escolas EM João Alexandre e EM Maria Josefina Giglio.

Mais sobre o palestrante

Barsalini é pesquisador da História da Alimentação e mudou-se para Ubatuba em 2009 e foi então que decidiu aprofundar sua pesquisa sobre a alimentação local, o que fez nos anos de 2013 e 2014, por meio de inúmeras entrevistas e conversas para registrar os elementos que retratassem essa evolução, a qual ele relaciona diretamente com o contexto histórico.

—————————————-

Fonte: Secretaria de Comunicação / PMU